Go to the content
or

Logo noosfero

Full screen
 RSS feed

Blog

April 15, 2011 0:00 , by Colivre.net - | No one following this article yet.

Dia C mobilizará Pintadas em prol do cooperativismo

June 30, 2015 20:05, by Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

Neste sábado, dia 4 de julho, em várias partes do Brasil será celebrado o Dia C (Dia de Cooperar), onde são realizadas diversas ações de promoção do espírito de união pela felicidade comum, objetivando o surgimento de expressões de ajuda mútua e voluntariado.

E na cidade de Pintadas não será diferente, onde na última segunda-feira, 29 de junho, os dirigentes das cooperativas envolvidas, professoras e a secretária de educação do município, reuniram-se para tratar dos últimos detalhes da programação desse dia. Que começa a partir das 8 horas da manhã em rente a cooperativa Sicoob Sertão, de onde será iniciado um grande passeio ciclístico pelas ruas da cidade, arrecadando alimentos para doar as famílias carentes. Os organizadores também convidam aqueles que queiram participar do passeio ciclístico, o espaço está aberto.

Outra ação da campanha do Dia de Cooperar, será a coleta seletiva, realizada posteriormente em parceria com a rede municipal de ensino, afim de incentivar e conscientizar as pessoas a respeito da importância de realizar a continuidade da ação.

História do Dia de Cooperar

Nascido em 2009, em solo mineiro, o Dia C ganhou o Brasil com a nobre missão de promover e estimular ações de voluntariado, ofertadas à comunidade por todos nós, que sentimos orgulho de ser cooperativistas.

Entre 2013 e 2014, 25 estados brasileiros e também o Distrito Federal aderiram à campanha. Juntamente com as unidades estaduais, o Sistema OCB mobilizou mais de 200 mil voluntários de 1.440 cooperativas. A campanha beneficiou cerca de 1,4 milhão de brasileiros, que além de conhecerem melhor o cooperativismo, tiveram acesso a uma série de serviços gratuitos de promoção da cidadania. Em 2015, seremos um país inteiro envolvido nessa grande corrente do bem.

Redação e foto Jorge Henrique.



Cooperativa agroindustrial investe R$ 290 mi no PR

June 30, 2015 19:00, by Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

Para elevar a capacidade de abate de aves e suínos e também a armazenagem de grãos, a Coopavel, cooperativa agroindustrial com sede em Cascavel (PR), investirá R$ 290 milhões até 2016. No segmento de proteína animal, um dos objetivos é aumentar a disponibilidade de produtos para o exterior. "O percentual [de embarques] tem nos ajudado a suportar bem esse período de queda do poder aquisitivo da população no mercado interno", afirma Dilvo Grolli, presidente da Coopavel.Carro-chefe da cooperativa, a avicultura já tem hoje 50% do total destinado ao mercado externo, sobretudo para Ásia e Europa.

O preço do frango no exterior registrou baixa de 12% do fim de 2014 até agora, mas a retração foi compensada pela valorização do dólar no período, segundo o executivo. Na produção de suínos, a cooperativa vai ampliar o abate com a expectativa de que o Paraná receba, até 2017, o status de área livre de feb​re aftosa sem vacinação. "Vai significar uma abertura muito grande nos mercados internacionais, como já ocorre com Santa Catarina. Queremos estar preparados para esse momento", diz.

O grupo também elevará em 25% a capacidade de estocagem de grãos (soja, milho e trigo) e insumos. "Embora não haja novas fronteiras para plantio de soja no Estado, é crescente a produtividade por hectare." Até 20% dos investimentos serão feitos com recursos próprios. O restante será financiado por BNDES, Caixa, Banco do Brasil e BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul).

Fonte: Folha de S. Paulo



Cooperativas Agropecuárias da Bahia se reúnem em Luís Eduardo Magalhães

June 29, 2015 18:09, by Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

Financiamento do agronegócio, desafios à competitividade e caminhos para o desenvolvimento do setor rural na Bahia. Esses são alguns dos temas de destaque da 3ª Edição do Encontro das cooperativas do ramo agropecuário do Estado, promovido pela OCEB - Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado da Bahia, no próximo dia 16 de julho, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, a 797 km de Salvador.

O Encontro do Ramo Agropecuário pretende reunir parte importante das 57 cooperativas agropecuárias de todas as regiões do Estado. De acordo com Cergio Tecchio, presidente da OCEB, além da apresentação e discussão sobre as linhas de crédito oferecidas hoje pelo Desenbahia e pelo BNDES para o agronegócio baiano, se espera que as cooperativista presente ao evento construa propostas consistentes para o desenvolvimento do cooperativismo agropecuário no estado, a partir do debate entre os dirigentes

Para Carlos Meurer, diretor da Cooperfarms – Cooperativa de Produtores Rurais da Bahia e representante do Ramo Agropecuário na OCEB, a mesma importância do agronegócio para a economia do país se confirma para a Bahia: “somos a maior área produtiva de todo o Nordeste, com soja, milho, algodão e feijão – para falar apenas em alguns grãos - e importantes também na produção de carne bovina e caprina”. E completa: “Por isso, o Encontro irá propiciar intercooperação e integração dentro do ramo, na busca de boas experiências e de boas práticas cooperativistas”, completou Meurer.

As cooperativas interessadas em participar devem fazer sua inscrição na OCEB, através do link http://www.bahiacooperativo.coop.br/ficha-de-inscricao.



UNIMED premia vencedores do XV concurso de redação

June 22, 2015 17:17, by Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

A Unimed Extremo Sul, com o apoio do Sescoop/BA, realizou em Teixeira de Freitas, extremo sul da Bahia, o XV Concurso de Redação Unimed sobre Cooperativismo. Desde 2001, centenas de alunos são envolvidos nesse projeto que tem o objetivo de difundir os princípios cooperativistas e resgatar valores fundamentais para a formação de uma sociedade mais justa e responsável. O tema deste ano “A Natureza como exemplo de Cooperação”, trouxe o despertar de um novo olhar sobre o meio em que vivemos, onde a Natureza exemplifica a viabilidade de relações com base na cooperação. O Concurso de Redação foi dividido em duas fases. A primeira aconteceu internamente em cada escola com a seleção das melhores redações de cada série – 6º / 7º / 8º e 9º anos das 12 escolas participantes do projeto, totalizando 4.076 alunos envolvidos.

Na segunda e última etapa, os alunos, autores das redações selecionadas, produziram novos textos na Unimed, no dia 3 de junho, concorrendo à premiação final. Nesta etapa, 12 alunos por série concorreram ao título de melhor redação. As redações vencedoras foram escolhidas pela Comissão Julgadora da Unimed, composta por 03 professores da UNEB, Universidade Estadual da Bahia. Dentre os 4.076 alunos participantes inscritos, os vencedores foram: Emilly Lobeu de Oliveira, da Escola Municipal Rachel de Queiroz, 6º ano, com a redação intitulada “A União faz a diferença”; Júlio Henrique Dias, do Colégio Anchieta Objetivo, do 7º ano, com “Sociedade das formigas”; Maria Clara Monteiro do Amaral Candiá, da Escola Cooperativa de Teixeira de Freitas, 8º ano, com o título “Natureza: exemplo de cooperação” e Arthur Gabriel Mota de Oliveira, também do Colégio Anchieta Objetivo, 9º ano, com “A natureza e a humanidade”.

Cada vencedor foi contemplado com 01 computador e uma impressora multifuncional. E além da premiação dos alunos e seus professores, as suas respectivas escolas ganharam 01 datashow. Como o Colégio Anchieta Objetivo teve dois alunos contemplados, a Escola Municipal São Geraldo, através de sorteio, foi premiada com um datashow. O evento de encerramento da 15ª edição aconteceu dia 17 de junho, em Teixeira de Freitas, com os professores e representantes das escolas participantes, alunos finalistas e seus familiares, Diretoria Executiva da Unimed Extremo Sul e o Presidente do Sistema OCEB.



Adapta Sertão discute sustentabilidade do Projeto com instituições que atuam no Território Bacia do Jacuípe e Entorno

June 19, 2015 12:08, by Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

Na segunda-feira, 15 de junho, os gestores do Adapta Sertão reuniram-se com diretores das cooperativas que fazem parte de sua Rede e administradores, além de representantes de instituições que atuam nos municípios do Território de Identidade da Bacia do Jacuípe e seu entorno, para dialogar sobre a sustentabilidade das ações desenvolvidas pela iniciativa e trazer as demais para atuar em conjunto a iniciativa.

Participaram da atividade o secretário executivo do Consórcio Jacuípe, Vacyr Rios, o presidente do Sicoob Sertão, Milton Ramos, o presidente da Rede Pintadas, Elias Rios e presidenta do CODES Bacia do Jacuípe, Valdirene Oliveira, além de Floripes de Oliveira diretora da COOPOFITE de Pé de Serra, Tatiane Piedade diretora da COOPAITA de Itaberaba. Também dialogaram com os presentes a coordenadora geral do Adapta Sertão Thais Corral, o coordenador técnico Daniele Cesano e a gestora local Nereide Segala. A atividade contou com a participação de técnicos e colaboradores das respectivas instituições.

No primeiro momento foi realizada uma avaliação do atual momento da Rede Adapta Sertão, pensando no terceiro ciclo projeto e como as instituições podem junto às cooperativas estar estrategicamente pensando no desenvolvendo de políticas públicas para a sustentabilidade da iniciativa no médio e longo prazo, promovendo a produção agrícola na região de forma ecologicamente correta e aumento na geração de renda para as famílias da agricultura familiar. Foi apresentada também uma matriz FOFA, que mostrou as principais fortalezas, oportunidades, fraquezas e ameaças do projeto. Uma parte das discussões foi sobre as cooperativas que continuam sendo um desafio neste momento do projeto.

A segunda parte focou sobre duas linhas produtivas, leite e hortaliças, onde fora destacados desafios importantes.Para viabilizar a sustentabilidade da cadeia produtiva do leite será necessário a regulamentação dos 146 queijeiros que funcionam na clandestinidade, mas que representam uma compra direta de 50 mil litros por dia, mas não atendem à demanda da Bacia do Jacuípe, necessitando assim da provável implantação de uma indústria de processamento gerida pelas cooperativas. Para viabilizar a cadeia produtiva das hortaliças é preciso pensar em estratégias de mercado e distribuição de modo a escoar a produção dos agricultores/as.

Foam criados dois grupos de trabalho, um para pensar o leite: Valdirene, Presidenta do CODES se comprometeu a articular junto ao GT de agricultura do Território, um subgrupo para o seguimento leite, junto com o médico veterinário Igor do Adapta Sertão. E o outro para pensar as hortaliças: as ações serão desenvolvidas por uma frente formada pela equipe do Adapta Sertão; o engenheiro agrônomo Marcelo, técnico em adaptação a mudança climática Florisvaldo Guimarães e a gestora do Projeto no Território Nereide Segala.

Fonte: Adapta Sertão