Ir para o conteúdo
ou

Logo noosfero

Tela cheia
 Feed RSS

Blog

15 de Abril de 2011, 0:00 , por Colivre.net - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

SESCOOP/BA promove Curso de Contabilidade para Não Contadores

27 de Março de 2014, 0:00, por Colivre.net - 0sem comentários ainda

Dirigentes, associados, conselheiros e técnicos de cooperativas baianas terão a oportunidade de conhecer os conceitos e ferramentas da área contábil. Isso porque o SESCOOP/BA promove hoje e amanhã (27 e 28 de março) o Curso de Contabilidade para Não Contadores. O objetivo é promover o entendimento sobre a área, que tem grande importância para o desenvolvimento das cooperativas.
O curso terá carga horária de 16 horas e abordará, entre outros assuntos: conceitos, objetivos e aplicação da contabilidade; Atos e Fatos administrativos; Patrimônio; Balanço Patrimonial; Contas/ Contas T; Escrituração e regimes de Escrituração; Registro no Livro Razão; Lançamentos Contábeis; Demonstrações Contáveis; Princípios Fundamentais de Contabilidade; Estrutura de Análise dos Grupos de Contas Patrimoniais e Ativo Circulante e Não Circulante.



Cooperativismo baiano busca experiência no Canadá

25 de Março de 2014, 3:00, por Portal Bahia Cooperativo - 0sem comentários ainda

O Canadá é um dos países onde o cooperativismo de crédito é considerado dos mais avançados do mundo. Com participação no mercado financeiro de 10,5%, compreende dois grandes sistemas: o DesJardin (Québec),que é a 6ª maior instituição financeira do país; e o Crédit Union Central of Canada (sediado em Toronto). No Québec, um dos mais importantes estados do país, o DesJardins tem penetração de 73% da população (6 milhões de cooperados), de acordo com dados estatísticos oficiais. Por esses motivos o cooperativismo canadense foi escolhido como destino da comitiva de dirigentes liderada pela OCB para um intercâmbio entre os dias 22 e 30 de março. O presidente do Sistema OCEB, Cergio Tecchio, é um dos participantes da viagem, que tem como objetivo conhecer de perto as experiências do cooperativismo de crédito naquele país.

O roteiro da viagem inclui visitas técnicas aos dois principais sistemas de cooperativas de crédito do país. Os visitantes conhecerão também a casa histórica de Alphonse-DesJardins, o precursor do cooperativismo de crédito nas Américas e pioneiro na fundação da cooperativa que serviu de modelo para o surgimento de muitas outras.

Devido à importância estratégica do cooperativismo de crédito canadense no fomento aos pequenos negócios e no desenvolvimento local, similar à realidade brasileira, a visita técnica poderá gerar enorme aprendizado e benefícios para o cooperativismo baiano, de acordo com Cergio Tecchio. Governança, regulação e profissionalização da gestão também são outros aspectos do modelo canadense que serão atentamente observados pela comitiva brasileira.



Cooperativismo baiano busca experiência no Canadá

25 de Março de 2014, 0:00, por Colivre.net - 0sem comentários ainda

O Canadá é um dos países onde o cooperativismo de crédito é considerado dos mais avançados do mundo. Com participação no mercado financeiro de 10,5%, compreende dois grandes sistemas: o DesJardin (Québec),que é a 6ª maior instituição financeira do país; e o Crédit Union Central of Canada (sediado em Toronto). No Québec, um dos mais importantes estados do país, o DesJardins tem penetração de 73% da população (6 milhões de cooperados), de acordo com dados estatísticos oficiais. Por esses motivos o cooperativismo canadense foi escolhido como destino da comitiva de dirigentes liderada pela OCB para um intercâmbio entre os dias 22 e 30 de março. O presidente do Sistema OCEB, Cergio Tecchio, é um dos participantes da viagem, que tem como objetivo conhecer de perto as experiências do cooperativismo de crédito naquele país.

O roteiro da viagem inclui visitas técnicas aos dois principais sistemas de cooperativas de crédito do país. Os visitantes conhecerão também a casa histórica de Alphonse-DesJardins, o precursor do cooperativismo de crédito nas Américas e pioneiro na fundação da cooperativa que serviu de modelo para o surgimento de muitas outras.

Devido à importância estratégica do cooperativismo de crédito canadense no fomento aos pequenos negócios e no desenvolvimento local, similar à realidade brasileira, a visita técnica poderá gerar enorme aprendizado e benefícios para o cooperativismo baiano, de acordo com Cergio Tecchio. Governança, regulação e profissionalização da gestão também são outros aspectos do modelo canadense que serão atentamente observados pela comitiva brasileira.



Superintendentes do Nordeste promovem alinhamento de ações na região

20 de Março de 2014, 3:00, por Portal Bahia Cooperativo - 0sem comentários ainda

Superintendentes das unidades estaduais do Sistema OCB no Nordeste reuniram-se na última sexta-feira (14/03), em Salvador/BA, com o intuito de promover um alinhamento das ações do cooperativismo na região, bem como oferecer subsídios para o Planejamento Estratégico Sistêmico dos próximos 10 anos.
Além dos anfitriões, Cergio Tecchio (Presidente), Joquebede Raquel (Conselheira), José Alberto Batista (Superintendente) e Ially Gomes (Gerente Geral) participaram do Encontro dirigentes dos estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará, Alagoas, Maranhão, Piauí, Paraíba e Sergipe. Marcaram presença também Emanuel Malta, Gerente de Planejamento da OCB e Marcelo Trevenzoli (DF), que representou a Macroplan, empresa responsável pela condução do processo de planejamento estratégico do Sistema OCB.
João Nicédio, dirigente da OCB Ceará e Diretor da OCB Nacional, destacou a importância do evento para que haja um alinhamento e fortalecimento do cooperativismo a nível regional e nacional: "esse trabalho nas regiões é fundamental para validar o que está sendo discutido, socializar as ideias e também aprimorar as discussões. Além disso, fortalece o sistema nordestino e nacional, que é uma das diretrizes da nova diretoria da OCB."
Para Eduardo Gatto, superintendente do Sistema OCB no Rio Grande do Norte, há muitos pontos em comum entre os estados nordestinos, intensa troca de experiências e um importante aprendizado coletivo gerado: "nesses encontros regionalizados temos a oportunidade de antever problemas que outros estados já tenham vivenciado, ouvir e debater ideias novas, e pensar em soluções coletivamente." O raciocínio é compartilhado pelos demais dirigentes, como se vê na fala de Marcelo Moraes, do Sescoop/PI: "Nossa realidade é bem peculiar, diferentemente das outras regiões do país, então quando fazemos esses encontros regionais torna-se muito mais produtivo, debatemos melhor questões mais específicas e chegamos a uma solução comum com mais precisão".

Para Cergio Tecchio que fez a recepção do visitante disse "que o cooperativismo no nordeste tem que buscar a profissionalização e resultados para os cooperados" e que o Sistema OCB precisa se adequar a estas novas realidades.



Superintendentes do Nordeste promovem alinhamento de ações na região

20 de Março de 2014, 0:00, por Colivre.net - 0sem comentários ainda

Superintendentes das unidades estaduais do Sistema OCB no Nordeste reuniram-se na última sexta-feira (14/03), em Salvador/BA, com o intuito de promover um alinhamento das ações do cooperativismo na região, bem como oferecer subsídios para o Planejamento Estratégico Sistêmico dos próximos 10 anos.
Além dos anfitriões, Cergio Tecchio (Presidente), Joquebede Raquel (Conselheira), José Alberto Batista (Superintendente) e Ially Gomes (Gerente Geral) participaram do Encontro dirigentes dos estados do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará, Alagoas, Maranhão, Piauí, Paraíba e Sergipe. Marcaram presença também Emanuel Malta, Gerente de Planejamento da OCB e Marcelo Trevenzoli (DF), que representou a Macroplan, empresa responsável pela condução do processo de planejamento estratégico do Sistema OCB.
João Nicédio, dirigente da OCB Ceará e Diretor da OCB Nacional, destacou a importância do evento para que haja um alinhamento e fortalecimento do cooperativismo a nível regional e nacional: "esse trabalho nas regiões é fundamental para validar o que está sendo discutido, socializar as ideias e também aprimorar as discussões. Além disso, fortalece o sistema nordestino e nacional, que é uma das diretrizes da nova diretoria da OCB."
Para Eduardo Gatto, superintendente do Sistema OCB no Rio Grande do Norte, há muitos pontos em comum entre os estados nordestinos, intensa troca de experiências e um importante aprendizado coletivo gerado: "nesses encontros regionalizados temos a oportunidade de antever problemas que outros estados já tenham vivenciado, ouvir e debater ideias novas, e pensar em soluções coletivamente." O raciocínio é compartilhado pelos demais dirigentes, como se vê na fala de Marcelo Moraes, do Sescoop/PI: "Nossa realidade é bem peculiar, diferentemente das outras regiões do país, então quando fazemos esses encontros regionais torna-se muito mais produtivo, debatemos melhor questões mais específicas e chegamos a uma solução comum com mais precisão".

Para Cergio Tecchio que fez a recepção do visitante disse "que o cooperativismo no nordeste tem que buscar a profissionalização e resultados para os cooperados" e que o Sistema OCB precisa se adequar a estas novas realidades.