Ir al contenido
or

Logo noosfero

Pantalla completa
 Noticias RSS

Blog

abril 15, 2011 0:00 , por Colivre.net - | No one following this article yet.

Cooperfarms participa do encontro do Ramo agropecuário do Sistema OCB/MS

junio 30, 2016 19:14, por Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

forumms

A Cooperativa de Produtores Rurais da Bahia – Cooperfarms foi convidada a participar, no dia 21 de junho, do Encontro do Ramo Agropecuário realizado pelo Sistema OCB/MS, em sua sede, em Campo Grande/MS. O projeto tem como principal foco estruturar o ramo, fortalecendo as cooperativas agropecuárias do estado, e dando apoio a inserção de mercados, promovendo seu desenvolvimento. O encontro contou com a presença de 30 participantes, incluindo representante de cooperativas de outros estados.

O convite para a participação do encontro surgiu após a visita dos superintendentes dos Sistemas de todos os estados à Bahia, que ficaram impressionados com a forma de trabalho desenvolvido pela Cooperfarms. “Durante nossa participação no Encontro, apresentamos a cooperativa desde sua criação, seus objetivos, primeiros desafios e dificuldades, e abordamos o cenário geral dos fornecedores de agroquímicos e fertilizantes para dar uma dimensão do mercado com todas peculiaridades do setor”, afirmou Carlos Meurer, diretor executivo da Cooperfarms.

Um dos objetivos das cooperativas agropecuárias sul-mato-grossenses é criar uma forma de adquirir seus insumos em conjunto, conseguindo desta forma preços mais competitivos. Desta forma, a Cooperfarms pode contribuir com sua experiência pois, mesmo sendo singular, tem a abrangência de uma área de cultivo superior as seis cooperativas da região. A Cooperfarms atua nos estados da Bahia, Tocantins, Piauí e Goiás com um faturamento da ordem de R$ 35 milhões na agricultura de soja, algodão, milho, feijão e café. “As cooperativas agropecuárias, principalmente as do Oeste da Bahia, estão muito bem estruturadas e já um passo a frente na relação com seus fornecedores”, conclui Meurer. 



Unimed realiza XVI concurso de redação em parceria com o Sistema Oceb

junio 21, 2016 18:00, por Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

ganhador-6o-ano

Com o apoio do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado da Bahia - Oceb e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado da Bahia Sescoop/BA, a Unimed Extremo Sul realizou em Teixeira de Freitas, o XVI Concurso de Redação Unimed, que teve como tema: Paradesporto e Cooperação.

Desde 2001, centenas de estudantes do ensino fundamental, matriculados do 6° ao 9° ano, das escolas das redes pública e particular são envolvidos nesse projeto, que tem como objetivo difundir os princípios cooperativistas e resgatar valores fundamentais para a formação de uma sociedade mais justa e responsável, estando esta ação alinhada a um dos objetivos estratégicos do SESCOOP/BA, que é “promover a cultura da cooperação e disseminar a doutrina, os valores e princípios do cooperativismo”.

As redações vencedoras foram escolhidas pela Comissão Julgadora da Unimed Extremo Sul, composta por 03 professores da UNEB: Arolda Maria da Silva Figuerêdo, Celso Kallarrari de Souza Silva e Josinéa Amparo Rocha Cristal, e dentre os 4.268 participantes, os vencedores do XVI Concurso foram: Tiago Pratti Pompeu – Escola Cooperativa de Teixeira de Freitas; Tárcila Amaral Caires - Colégio Anchieta Objetivo; Tamires de Oliveira Lima – E. M. São Lourenço; Ana Clara Gomes de Almeida - Colégio Anchieta Objetivo.

O evento de encerramento do XVI Concurso de Redação Unimed aconteceu no dia 15/06/16, em Teixeira de Freitas/BA, e Monique Brito, analista jurídico da OCEB, esteve presente no evento representando o Sistema, participando da entrega da premiação (computadores, impressoras e projetor multimídia) aos estudantes vencedores.

Sendo assim, o Concurso proporcionou a reflexão das práticas de cooperação no ambiente escolar, além de participar na formação dos estudantes como cidadãos, incentivando o estudo da língua portuguesa, contribuindo com a prática da escrita e desenvolvimento da linguagem argumentativa dos estudantes.

Fonte: Unimed Extremo Sul 



Sistema OCB lança manuais contábil, tributário e operacional

junio 17, 2016 18:34, por Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

manual2

Três manuais de orientação voltados para as cooperativas do ramo Transporte foram disponibilizados pelo Sistema OCB, durante Seminário Nacional de Transporte Cooperativo, em Belo Horizonte, no dia 14 de junho. 

Os manuais Contábil, Tributário e Operacional, estão disponíveis de forma gratuita e em versão digital, que orientam os profissionais das cooperativas e os prestadores de serviço, contribuindo para estabelecer padrões nos processos contábil, tributário, fiscal e operacional, garantindo, desta forma, o atendimento às legislações específicas.

Manual de Contabilidade Ramo Agropecuário

O Sistema OCB também disponibilizou o manual de Contabilidade para as Cooperativas Agropecuárias, respeitando a legislação brasileira específica. A adoção das práticas contábeis apontadas pelo manual vem ao encontro dos propósitos da convergência das normas brasileiras com as Normas Internacionais de Contabilidade que buscam maior transparência e confiabilidade das informações.

Os manuais estão disponíveis através do link: http://manuais.brasilcooperativo.coop.br/

 

 



Parceria entre OCB e DGRV fortalece cooperativismo de crédito brasileiro

junio 17, 2016 13:47, por Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

marca-ocb-01

Representantes de cooperativas de crédito de oito estados das regiões Norte e Nordeste foram capacitados, ao longo do mês de maio, pela Confederação Alemã de Cooperativas (DGRV). O trabalho faz parte de um acordo de cooperação técnica celebrado com a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Os estados contemplados com a iniciativa são os nortistas Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e, os nordestinos, Bahia e Paraíba. A capacitação, em cada estado, cujo tema foi Concessão e Recuperação de Crédito e as Oportunidades no atual cenário, durou 16h.

O Projeto OCB/DGRV objetiva apoiar o fortalecimento e o desenvolvimento de cooperativas de crédito regiões Norte e Nordeste do país, por meio de eventos de capacitação, alicerçados na melhoria da gestão e da governança no setor. As atividades do projeto contam, ainda, com o apoio das unidades estaduais da OCB e das cooperativas centrais de crédito.

TEMA – O diretor de projeto da DGRV no Brasil, Matthias Knoch, explicou que, no ano passado, o tema abordado foi Governança – do papel à prática e, ainda, o motivo da escolha do tema para 2016. “E, agora, a justificativa para a escolha do tema foi de que após muitos anos de estabilidade econômica, que permitiam um certo grau de conforto e certezas no ambiente financeiro, o Brasil voltou a conviver com situações de maior risco e de instabilidade política e econômica, afetando fortemente a vida de toda a sociedade e impactando negativamente em vários setores”, enfatiza Matthias.

Diante disso, segundo o diretor do projeto, constatou-se uma acentuada alteração nos indicadores econômicos do país e, portanto, no comportamento financeiro e, finalmente, na estrutura social dos brasileiros. “Tais situações tendem a refletir em aumento da falta de capacidade de pagamento de suas obrigações financeiras e, ao mesmo tempo, em uma maior procura por crédito, gerando desta forma, vetores de pressão sobre as instituições financeiras em meio a um ambiente de maior riscos e incertezas”, analisa.

COOPERATIVISMO – Na visão da gerente técnica e econômica da OCB, Clara Maffia, para que o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo permaneça em contínua expansão no Sistema Financeiro Nacional, além do crescimento da base de associados, especialmente pessoas jurídicas, as cooperativas devem estar preparadas.

“Elas devem mensurar adequadamente os riscos, mapear as probabilidades, reduzir as exposições às perdas dentro desse novo ambiente de incertezas, de tal sorte que não fiquem estagnadas a ponto de diminuir bruscamente suas operações de crédito, esperando que o ambiente melhore, perdendo espaço e oportunidades”, defende a gerente.

Segundo Clara Maffia, tudo isso é necessário às cooperativas, para que tenham condições adequadas de mitigar possíveis perdas melhorando a qualidade, a eficiência e a capacidade de avaliação, concessão e recuperação de crédito, além de aproveitar possíveis oportunidades de negócios.

METODOLOGIA – O especialista em cooperativas de crédito, Sílvio Giusti, é o responsável pela metodologia da capacitação. Ele informa que o conteúdo e formato do curso foram construídos para atingir objetivos estratégicos, onde os participantes conseguissem ter acesso a informações da macroeconomia e pudessem interpretar e vincular os impactos dessas informações com o ambiente da cooperativa e seus sócios. 

“Isso permite uma maior capacidade de compreensão sobre os indicadores financeiros e socioeconômicos, de tal sorte, que tenham melhores condições de enxergar, de forma antecipada, algum reflexo na economia local, ou de alguma atividade específica onde atuam os associados, e reposicionar o processo de concessão de crédito com base nas tendências e situações de mercado e cenário”, explica o especialista.

SUBSÍDIOS À TOMADA DE DECISÃO – A programação se deu por meio da contextualização e avaliação de cenários e, ainda, do debate de estratégias para a melhor condução das tomadas de decisões, pertinentes à carteira de crédito e consequentemente, aos resultados da cooperativa. “Também enfocamos bastante sobre a análise de risco e a concessão de crédito, enfatizando a importância da área de crédito, o papel do cadastro, de dados & informações, sobre o crédito sustentável, política de crédito, gestão de risco, desburocratização, mitigação de perdas e orientação ao ‘crédito solução’”, comentou Silvio Giusti.

Os cooperativistas também tiveram a oportunidade de debater, ainda, sobre gestão preventiva de inadimplência, educação financeira, monitoramento e acompanhamento, qualificação do pessoal, ciclo da concessão de crédito até a recuperação, sinais de alerta e créditos problemáticos, estratégias preventivas e de gestão de cobrança, assim como, as possíveis oportunidades de negócios das cooperativas em função do atual cenário financeiro.

PERFIL DOS PARTICIPANTES – Foram mais de 120 horas, distribuídas em oito estados, atingindo cerca de 250 participantes, composto pelos seguintes perfis: técnicos 50%, executivos 38%, presidentes 6%, conselheiros de administração 4% e, conselheiros fiscais, 2%.

AVALIAÇÃO – Conforme o público participante, a avaliação geral do evento, atingiu 52% de forma excelente; sendo que a ampliação de conhecimento, atingiu 55% de forma excelente; a ampliação de compreensão, atingiu 50% de forma excelente; a ampliação de aplicação, atingiu 45% de forma excelente e a utilidade do conteúdo do evento, atingiu 56% de forma excelente.

Fonte: OCB



Sistema Oceb abre inscrições para o Lidercoop

junio 16, 2016 18:38, por Portal Bahia Cooperativo - 0no comments yet

lidercoop

Buscando compreender as realidades regionais das cooperativas da Bahia, o Sistema Oceb abre as inscrições para o Lidercoop: Encontro Regional de Presidentes, Dirigentes e Líderes do Cooperativismo Baiano. O evento tem como objetivo propiciar a participação dos presentes na execução das estratégias do cooperativismo baiano e integrar o sistema cooperativista para o desenvolvimento regional e sustentável.

 Os Encontros serão realizados em 6 cidades do estado: Luís Eduardo Magalhães (15.07), Salvador (22.07), Irecê (29.07), Vitória da Conquista (05.08), Itabuna (12.08) e Feira de Santana (19.08).

 Este ano, o evento terá como tema “Boas práticas de Governança Cooperativa e capitalização como pilares da sustentabilidade das cooperativas”, objetivando debater como as lideranças cooperativistas estão gerindo seus negócios, além de discutir como a adoção das boas práticas de governança e capitalização são  fundamentais para o sucesso e a perenidade das cooperativas, seja qual for seu ramo de atuação e tamanho da cooperativa, principalmente no que se refere a segurança e ao retorno aos cooperados.

 De acordo com o presidente do Sistema Oceb, Cergio Tecchio, a novidade este ano é a ampliação da participação das lideranças cooperativistas pois, além dos presidentes, poderão participar os dirigentes, líderes, gestores e conselheiros, que também estão sendo incentivados a contribuírem com o encontro. “O Lidercoop é uma das principais ferramentas para o planejamento de estratégias e ações do Sistema OCEB dirigidas para o crescimento e desenvolvimento das cooperativas baianas. A expectativa é de proporcionar uma interação entre os participantes e compartilhar experiência dentro do tema abordado”, afirma Tecchio.

Confira abaixo a programação do evento:

 08:00 – Recepção dos participantes.

09:00 – Abertura – Cergio Tecchio, Presidente da OCEB.

09:15 – Apresentação e debates com o tema: Boas práticas de Governança e Gestão nas cooperativas – Ranúsio Cunha, diretor geral do Sicoob Coopere.

10:30 – Apresentação e debates com o tema: Formação patrimonial e capitalização como sustentabilidade da cooperativa – Cergio Tecchio.

12:00 – Apresentação dos trabalhos do Sistema Cooperativo na Bahia após os encontros de 2015, e apresentação de proposta de melhorias do cooperativismo na região e no estado para os próximos anos – Cergio Tecchio.

13:30 – Avalição e enceramento.

14:00 – Almoço.

 

As inscrições se encerraram cinco dias antes da data de realização de cada encontro ou com o preenchimento das vagas disponibilizadas, conforme segue:

 Luís Eduardo Magalhães (30 vagas)

Salvador (70 vagas)

Irecê (50 vagas)

Vitória da Conquista (50 vagas)

Itabuna (40 vagas)

Feira de Santana (60 vagas)