Go to the content
or

Thin logo

 Go back to Notícias
Full screen Suggest an article

5 dicas para agregar valor ao seu software

September 21, 2015 16:26 , by Matheus de Mendonça Sampaio - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 34 times

Fonte: Catarinas Design

 

A empresa que pretende diferenciar-se agregando valor ao seu produto precisa, antes de tudo, conhecer os clientes e usuários. E mais que entender as necessidades de ambos – lembrando cliente quem compra e usuário quem usa – é preciso entender quais são os atributos dos produtos e serviços que de fato são determinantes no processo de compra. Para agregar valor a um produto, existem 3 pilares que devem ser pensados no ponto de vista do cliente:

1. Valor funcional

Que faz parte dos ganhos com a funcionalidade do produto, o que o produto resolve de fato.

2.Valor psicológico

Que são os benefícios intangíveis, algo abstrato que está na cabeça do cliente e ele valoriza o software por isso.

3. Valor econômico

Que se relaciona com o preço.

Se o cliente entender os benefícios dos dois primeiros valores do produto – funcional e psicológico – o quesito preço pode ser facilmente derrubado, portanto não pense que se você fizer planos baratos isso irá cativar seu cliente. O verdadeiro valor não está relacionado ao preço, está relacionado a entender o usuário atender as necessidades e desejos dele. Somente as empresas, que sabem o que usuário quer, conseguem direcionar seus esforços e otimizar seus gastos para melhorar a qualidade.

mission

Para melhorar a percepcão do usuário em relação ao seu software listei 5 dicas que podem te ajudar:

1. Invista em usabilidade

Foi-se o tempo que o produto dava certo pelo feeling e as empresas achavam usabilidade algo se-der-tempo-a-gente-vê. Cada vez mais aqui na Catarinas percebemos o aumento da procura por consultorias e projetos em usabilidade. As empresas perceberam o valor da usabilidade para um produto (thanks god!), e que o design não é meramente visual, é preciso pensar em cada passo do fluxo, as ações que serão executadas em cada tela. Se você ainda não está convencido, nesse post levantamos motivos para você investir em usabilidade.

2. Dê ouvidos para seus usuários

Tenha uma área fixa no seu produto onde o usuário possa ter fácil acesso a um canal de comunicação. Dessa forma você consegue coletar feedbacks, saber o que eles gostam e não gostam e ainda mensurar as prioridades do backlog. Isso também serve como insumo para criar novas funcionalidades baseados nos desejos dos usuários. Independentemente da empresa ou produto, há percepções que seus usuários estão apenas esperando a oportunidade certa para compartilhar. Sendo transparente e dando “power to the people” você consegue fidelizar seus clientes e usuários e assim garantir uma boa vantagem competitiva com relação aos concorrentes. Se não sabe por onde começar, nesse post damos algumas dicas para você conhecer melhor seu usuário.

3. Tenha uma interface atrativa visualmente

A interface é o que as pessoas olham num primeiro momento, pelo mais importante e imprescindível que a usabilidade seja para o sucesso de um produto, a interface é a beleza exterior, é que causa o efeito amor à primeira vista. É preciso ter uma interface coerente com o público que irá acessar o software. É preciso pensar na paleta de cores, família de fonte e ícones, padrões, imagens e acabamentos gráficos. Se você tem dúvidas sobre isso, aqui levantamos os erros mais comuns que podem acabar com seu layout.

4. Ofereça um benefício real para o problema dele

Esse é o famoso “E o que eu ganho com isso?”. É preciso descobrir a dor do cliente, como já falamos nesse post, e ter uma solução resolva esse problema. O cliente para ver valor no produto precisa ter um potencial ganho que supere o investimento – aí ele verá o valor agregado.

O valor de um produto pode ser definido como uma avaliação subjetiva de uma combinação de benefícios recebidos em troca de um custo de um produto ou item.

5. Saiba agregar

Não adianta um produto incrível se você não consegue vender a ideia de forma a tocar no coração do cliente. Tenha em mente todos os benefícios, alinhe os canais de venda e treine sua equipe com o discurso correto. Muitos produtos que não dão certo não é por culpa da ideia, nem da usabilidade, nem da interface e nem do desenvolvimento é por falta de estratégia de venda e de alinhamento da equipe.

Quer saber mais ? Baixe nosso ebook: 14 regras práticas para seu aplicativo ou software enganjar os usuários.

material_educativo_capa02


This article's tags: Marketing

0no comments yet

Post a comment

The fields are mandatory.

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.